terça-feira, 28 de dezembro de 2010

O que esperam as marcas para 2011?

Ano novo está aí, gente nova no mercado, novos consumidores, consumidores que se tornarão clientes, e para o movimento, qual a marca que está mais bem posicionada?
Dois exemplos podem nos trazer uma conclusão:

Bradesco: Presença e Conviência




Com seus anúncios referentes à estar Lado a Lado oferta a conviência por grande expansão regional de forma inconsciente e, de forma consciente para reforçar a marca, a presença.






Coca-Cola: Compartilhe a Felicidade




Não é surpresa, a Coca-Cola não vende mais apenas refrigerantes, ela vende felicidade, a bebida que refresca e uma causa social mundial.






Concluo, mais uma vez, que a experiência que propõem a melhor marca na mente e vida de seu respectivo público alvo.
Enquanto nenhuma outra despertar curisiosidade, estas duas restam como bons exemplos.


E de mim, ao mundo: movimento, energia, simetria, sensações e respeito para 2011!

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

O Consumidor É Quem Manda?!

Muitos e muitos fators tiveram que aconteccer para que hoje a frase: "o consumidor é quem manda" entrasse em vigor, e o que quer expressar, atualmente, é que os direitos do consumidor e o Serviço de Atendimento ao cliente existem para direcionar aos clientes leis, direitos e deveres. Nas quais essas regulamentações abrangem casos de atendimento, compra, formas de pagamento, publicidade, prazos, contratos, etc. E na sua forma todos esses fatores e demais devem dar ao consumidor a razão, sendo a empresa a responsável por provar que é inocente e a acusação é um infame.

As providências tomadas pelo Ministério de Estado da Justiça são voltadas às necessidades de regulamentar o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), que entrou em vigor no dia 13 de Outubro de 2008. A Portaria 2.014 afirma que o SAC deve ter seu atendimento 24h nos 7 dias da semana e deforma adequada ao público alvo, considerando a interpretação das necessidades, com o tempo de espera não ultrapassando 60 segundos (com suas excessões, dando prazo para mais e menos tempo). Essa regulamentação já anula significativamente o principal fator causador de irritação até que a abordagem, ao foco do cliente, acontença entre empresa e cliente.

Já a Lei 8.078 destinada aos Direitos do Consumidor prioriza que ao atender um cliente com seu produto e/ou serviço, a empresa deve fornecer proteção, segurança, dados de como o utilizar, sua composição, quantidade e para isso é proibido que a publicidade seja abusiva em sua manipulação perante seu público. Quando identificado pelo consumidor algumas dessas irregularidades todos os "autores" responderão pelos danos reparando-os. Porém quando o conusmidor abusar da lei, a acusação é desconsiderada.
O Sistema Nacional de Defesa ao Consumidor (SNDC) tem como objetivo englobar os órgãos federais, estaduais, do DF e municipais para executar as leis, planejar, elaborar, propor e coordenar a política nacional de proteção ao consumidor, como também receber, analisar, avaliar e encaminhar consultas, denúncias ou sugestões apresentadas. E cabe aos consumidores conhecer e saber quais são seus direitos e deveres fazendo com que na relação B2C haja respeito.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

A Fenix

O mais discreta possível na última postagem do ano (?).
O post nem teria o pretexto de finalizar o ano, mas embalada por tantas ações comerciais é impossível. Até penso que essa não merece ser a última postagem do ano, e sim, um post recheado de ações e propagandas e anúncios e jingle bells...

Mas bem, tamanho sumiço se deve à conclusão das aulas do curso, do ensino médio e o início do estágio. Agora que, também, iniciei meu tcc estou pesquisando, lendo mais e escrevendo mais. Acredito que muito material venha a ser registrado aqui. 

"Para solucionar os problemas referentes à comunicação nas empresas, o técnico em marketing, deve testar sua comunicação procurando quebrar as barreiras, estar mais presente em "corpo e alma" quando dialogar, aproveitando ao máximo todas as informações que são passadas à ele. E quando ele estiver no papel do emissor ser o mais claro possível e questionar o entedimento do receptor. E para o emissor se comunicar há varias maneiras, porém precisa ter um foco de quem ele deseja atingir com sua linguagem."

Bons relacionamentos!

sábado, 20 de novembro de 2010

Análise de Caso

Segue uma análise de caso construída por mim perante informações de uma distribuidora do RS.

Marca
O momento que inicia a análise sobre qualquer fator requer pesquisas de informações para fundamentar e direcionar o estudo. Ao analisar uma marca e a sua empresa partir de características gerais é essencial, tais como nome, objetivo, visão, porte, foco, clientes, posicionamento, etc...



A empresa analisada é a Distribuidora ...., porte pequeno, localizada em um bairro, de Novo Hamburgo, composto por morados de baixa à alta classe social, com muitos armazéns e varejos. A empresa atua na região do Vale dos Sinos e, ao coletar informações do dono - Marcos ....-, ele afirma não ter noção a respeito da imagem da marca no mercado. Acredita que seja falta de dedicação ao marketing em geral e, principalmente, no preparo dos vendedores e representantes comerciais. O desenvolvimento de melhorias está acontecendo aos poucos, podem ser percebidas no decorrer da análise. Embora a progressão, o dono representa muitas funções e setores da empresa, o que gera demanda maior que tempo hábil e qualidade, porém isso ocorre pela falta de recursos e o crescente apoio da equipe.


Produtos
A Distribuidora Mauá trabalha com produtos da marca Namorado, tais como Arroz e Feijão; a marca 3 Corações representada pelo Café; refrescos Frisco; entre mais trezentas variações de higiene, limpeza e alimentação aos locais de varejo e ponto de venda clientes.


Avaliando os produtos qualitativamente, no decorrer da análise, se encontra ações direcionadas a eles, como a especialização da equipe de vendas para conhecê-los, divulgação aprimorada aos clientes, etc.

Consumidores, Clientes, Shoppers

A transação entre a metodologia antiga e a atual mantém a empresa focada na fidelização dos clientes considerados potenciais. Durante o diálogo com Marcos surge o questionamento quanto ao futuro, a resposta se resume na seguinte citação: “estamos focados em fidelizar os clientes que conhecemos e consideramos potenciais, mas paralelo a isso direciono a equipe de representação comercial para captação e prospecção dos consumidores de hoje para se tornarem os clientes de amanhã”. Analisando o modo de pensar do gerente do negócio – manter o processo sustentável – percebe-se vasta experiência, partindo do momento que capta conceitos que são estudados, mas no seu caso são entendidos na prática.


Na percepção do gerente da marca os varejos são clientes de compras pequenas, as empresas que sustentam o negócio são as de rede, como Big e Unidão. Nos varejos de porte pequeno, onde quem os coordena, no caso analisado, são pessoas não qualificadas para a inovação e transformação é clara a desorganização e falta de instrução, porém nos ambientes em que a gerência é passada para a geração atual, os filhos dos donos, é perceptível a presença da tecnologia como auxiliadora da informatização de sistemas financeiros, de estoque e validade.


A relação entre a Distribuidora e os clientes é B2B (business-to-business), resumindo-os em varejos, mercados de bairros e afins.

Estratégias de MRKT de Relacionamento
Sobre as citações do capítulo 1, quando o dono relata a falta de conhecimento sobre a imagem da marca, as últimas providências tomadas foram contratar uma parte dos representantes comerciais com a finalidade de que esses se comprometam tanto com a marca, quanto aos produtos. Possuir vendedores invés de representantes comerciais pode trazer benefícios tais como maior controle, disposição para o desempenho das ações, reformulação do plano de remuneração, inter-relacionamento. Marcos conta que se perde clientes nem sabe e quando se envolvia nas negociações antigas de seus atuais funcionários percebia desmotivação e ignorância quanto às promoções, informações dos produtos, etc.



As primeiras ações de marketing de relacionamento aconteceram no ambiente interno, ao oferecer eventos, treinamentos, reuniões descontraídas à equipe de vendas, testando-a para a futura contratação. Ao longo desse período situar os vendedores sobre a visão e os objetivos da empresa foram cruciais para o atual desempenho desses. Nas vendas atuais, a marca vem qualificando o processo de vendas e pós-venda, construção do banco de dados e utilização dele – o que antes, Marcos, afirma não ter incorporado pela falta de dados. No ambiente externo a marca vem se construindo pela nova metodologia de relacionamento, com promoções especiais, brindes, ofertas, valor agregado, eventos especializados para os clientes com maior potencial. Como também, em caso de falhas e erros a empresa busca indenizar o cliente, mantê-lo em contato e reconquistar a satisfação.


Com os clientes já identificados como potenciais um material de divulgação e relacionamento é ofertado. O material é semelhante a um portfólio que traz informações técnicas, dicas, programação mensal e demais características do mercado e da região para o cliente. O portfólio é atualizado a cada mês para cada cliente, mais detalhes no capítulo 5. A relevância dessa dedicação ao material é a percepção positiva que os clientes possuem da empresa.


Propaganda
A Distribuidora utiliza seus vendedores e/ou representantes comerciais como extensão da marca, esses exercendo a venda pessoal de sua própria imagem e da marca. A grave problemática antiga era o desconhecimento desses perante as responsabilidades, promoções, produtos e estratégias. O material de divulgação e o da coleta de dados era aplicado de forma errada e desintegrada com os demais vendedores. Já agora, após a contratação dos representantes comerciais como vendedores fixos, o retorno foi positivo. Os mesmos carregam o nome da marca como o próprio marketing pessoal, antes apenas consideravam a sua cartela de clientes, atualmente combinam ela com os propósitos da empresa, englobando melhorias na execução da venda por território e aplicando os processos de vendas, pós-venda e relacionamento.



O material utilizado como recurso de divulgação são encartes anunciando promoções e eventos realizados, além de portfólio dos produtos que mais interessam a cada cliente. O último material é recente e tem dado ótimo retorno, utilizado também para ofertar novas vendas.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

E assim caminha a humanidade...

... comigo estagiando na outra unidade da IENH - a Oswaldo Cruz. Em breve inicio o TCC e necessito de percepção aguçada até identificar uma situação problema.

Enquanto isso vou me dedicando aos últimos trabalhos do curso. Partindo desse:
Os Carinhas do Marketing te posicionam quanto aos conceitos de marketing, este vídeo. O grupo que conquistar mais visualizações ganha o combate 'haha.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

MOSTRATEC

Ritmo, diversas culturas, informações, curiosidades, muita técnica, pessoas, marketing e foco.

Essas palavras vêm guiando a rotina desta semana da feira Mostratec, quando eu e Débora (colega da turma de MRKT) estamos representando a IENH em um estande. Participar da feira, mesmo não expondo algum trabalho técnico, e sim exercendo outro papel, é uma grande oportunidade de testar o grau de motivação, conhecimento e demais limites.

Como este blog vem se tornando um diário da minha construção 'profissional', declaro que amanhã estarei à frente de uma nova experiência. O mais saboroso dessa novidade é saber que ela vem acompanhada pelos sentimentos de reconhecimento e esforço.

Eu e robô/astronauta-robô
Na foto ao lado, estou acompanhada de uma interpretação de robô e/ou astronauta *risos
Essa invenção faz parte do Painel das Inovações da feira, a finalidade de percorrer a Fenac (local da feira) com este painel anexado ao seu corpo é divulgar as marcas participantes da feira, mas enquanto elas pagarem por isso. Sim, esta invenção é comum à uma tv de assinatura, onde marcas pagam para aparecer. O inovador da vez é o ex atual desempregado, quando deparou-se com tal situação econômica e reagiu à contingência e superou-se.


Finalizando: quando o foco é somado com a motivação não há fator que te canse e faça parar.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Ciartec, the end

Me vale muito deixar registrado o encarramento da Ciartec - assunto dos últimos posts.
Aquela tal frase que me revela a importância do reconhecimento está mais expressiva do que antes.
Mas agora que estou conquistando um marketing pessoal positivo a presão é grande, os cuidados com detalhes são extremos, a naturalidade mais viril...

Motivada para mover as horas do dia, caso elas faltem. *risos

No blog da feira, fotos do Coquetel e tudo mais :D

Amanhã começa minha marotona na Mostratec, não estarei expondo algum trabalho, mas estarei com a Débora, minha colega de curso, representando os cursos técnicos da IENH.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Ilusão de Ótica

O Horlicks Pro-Height é um produto que promete ajudar no crescimento das crianças. Pensando nos benefícios e na necessidade de demonstrá-los, a marca desenvolveu uma instalação no formato de uma mini casa no shopping center. A ação tem um toque da ótica de ilusão, o detalhe que deixa a ação realmente muito interessante. Vale muito conferir o vídeo a baixo.


http://www.youtube.com/watch?v=mg1lvEGD-EI&feature=player_embedded
fonte: Comunique 9 [modificado]


Realmente muito criativo e inteligente. Inteligência me atrai profundamente.
Ler também. Saudade de ter um livro fresquinho em minhas mãos para ler.
Mas essa turbulência de movimento está chegando ao fim, porém espero manter esse ritmo acelerado de ações e surpresas.
Hoje sei que o meu marketing pessoal será testado na pele, face, palavras, atitudes e todas expressões corporais e tudo que tiver para ser analisado.
Sei que as minhas atitudes na Instituição onde estudo estão sendo reconhecidas, mas também sei que qualquer resbalada o meu conceito pode cair.
Hoje acontecerá o Coquetel de encerramento. E semana que vem acontece a Mostratec, quando eu e minha colega de turma iremos à feira divulgar algumas informações da IENH.


terça-feira, 5 de outubro de 2010

Noite de Abertura da CIARTEC

"Bem tenso." *risos


Sim, concluindo o post de ontem, quando me questionava sobre o planejamento e a execução, tenho que confessar: deu tudo muito certo.
A turma inteira bem unida e interagida. Hoje o evento já é mais movimentado, já que ontem todos os visitantes estavam focados em uma atividade só - a palestra de abertura do Porfº Neston Braga. Hoje são diversas salas, diversas palestras e "mini-eventos".
Hoje sim, o teste final para o restante da semana.


Segue algumas fotografias, feitas por minha colega Eliane Maciel:
Palestrante e organizadores






















Mais notícias acessar o blog da feira.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Quanta politicagem... quanto marketing... quantas vidas...

...para terminar assim:
 
Mero Print Screen da página MSN.com - 04/10/10
 
 







Necessita de legenda?!










E quanto a vida alheia, como a minha: anda muito movimentada ainda.
Já que hoje que se inicia a feira que eu e minha turma de marketing estamos organizando as 3 áreas da comunicação de marketing.
É hoje que sinto como um bom planejamento faz diferença quando as contingências começam a aparecer.
Como todo grupo, equipe, turma sempre há os que se integram menos, os que se integram mais e os metidos que desorganizam o que já está organizado! *risos.
Mas isso o planejamento também salva.

E só para reforçar, o blog que criei para a feira já possui 1041 acessos /04/10/10 - 14h50min.

Todo o curso não teria sido algo sem essa experiência de prática.
Já cometi alguns erros bobos que profissionais dominantes da área não cometeriam, porém sei que só com eles que aprendo. Ainda mais quando estou estudando para isso.

"O reconhecimento segue a sua auto-satisfação."


E quanto aos crimes alheios, como o garoto de 9 anos que foi assassinato na própria escola, NADA em algum meio de comunicação. A escola é particular e com certeza está desembolsando milhares de reais para abafar o caso.


Concluindo, quanto ao marketing exagerado à Dilma, quanto à falta de marketing de Marina, quanto ao marketing aprendiz da CIARTEC -feira citada à cima - e quanto à tática de marketing para abafar o assassinato... digo e repito: conceitos mudam conforme os contextos; como também as pessoas mudam conforme o seu poder e o contrário também!

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

MOVIMENTO

Muito movimento...
Adoro esse ritmo. Desejaria apenas ter algumas horas extras para suprir necessidades pessoais, como namoro *risos.

Mas ambas partes do relacionamento estão entendidas dessa necessidade de ausência, e sei que logo o reconhecimento pela minha, e mais toda a turma de marketing do meu curso, será grande.
Estamos organizando a promoção, relações públicas e propaganda da CIARTEC - uma feira que acontece anualmente na Instituição onde estudo.
Tenho certeza que essa é a melhor parte do curso, a experiência. Poder errar, suprir todas as dúvidas, ter orientação em questões complexas na prática.

O blog que criei é esse: ciartec.blogspot.com
Já desenvolvemos flyers, e-mail marketing, comunicados em turmas, hoje é pela rádio, ações em laboratórios, tudo com o intuito de alavancar o número de presenças na feira e no coquetel.

Está tudo muito bem. E queria deixar registrado essa etapa aqui. Logo volto a postar *-*

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Me faltam apenas 9.700 horas...

"...Muitos pesquisadores concordam com a tese de que 10.000 horas de prática é o mínimo necessário para se tornar um expert em qualquer coisa complexa.

Há algo maravilhosamente poderoso nisso. Isso sugere que nós temos uma notável capacidade de influenciar os nossos resultados. Mas também há algo assustador. Uma das principais descobertas de Ericsson é que a prática não só é o mais importante ingrediente para se alcançar a excelência, mas o mais difícil e geralmente o menos agradável."
"...Se você quer ser realmente bom em algo, é preciso que você se esforce incansavelmente em deixar sua zona de conforto..."

As 6 chaves para ser excelente em qualquer coisa - Blog Pequeno Guru

A minha ausência aqui me faz refletir: demando muito tempo para alcançar e cumprir as responsabilidades que venho assumindo, mas será que assim não estou me dedicando menos àquilo que já venho construindo?
Os posts daqui estão frescos e prontinhos, faltam estar aqui. uahsuiahiuahs.

As horas que o blog me consome são créditos que posso debitar nas minhas 10mil horas de prática ;)

E também: ler, conversar e identificar pensamentos e conceitos semelhantes aos meus me fornecem segurança. Já os contrários são futuros questionamentos, apenas formulados e respondidos com a base nos meus princípios e conceitos primários.

Hoje não posso dizer, realmente, onde estou, mas posso dizer qual a sensação: de movimento.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Trident + Golfe Urbano + promoção

Golfe Urbano: semelhante a prática do Golfe normal, embora semelhanças o que apenas difere é o ambiente do esporte: a cidade e todos os seus adereços. Esse pequeno grande detalhe torna o esporte divertido e pontecialmente atraente perante a Trident.

Trident: aquela simples marca que eu conheço desde pequena e a consumo diariamente, para mascar algo.

Trident + Golfe Urbano: Trident, portanto, nos dias 27 e 28 de agosto realizará o Trident Golf Connections. Basicamente, serão três circuitos disputados por três equipes formadas por um jogador de golfe amador, um formador de opinião online e um videologer, todos selecionados por meio das redes sociais. Cada equipe e circuito representam um sabor da linha Trident Global Connections - Manhattan, Londres e Bali. A equipe vencedora ganhará uma viagem para o destino que representa. A ação foi criada pela agência Espalhe.

O link bacaninha sobre o Golfe Urbano
YouTube

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Marketing Político

Que estratégias usar? Que postura tomar? Que posicionamento usar? Quando o público que se deve atingir é o país com uma das maiores diversidades do mundo. Como dar coerência entre o seu perfil pessoal de politicagem com as centenas de perfis do Brasil?

Só perguntas. Mas não me adianta nada respostas certas para perguntas erradas; como na política não adianta um bom marketeiro por tras de um mal político - alguma hora o país 'estoura a boca do balão'.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Precisando tatuar seus bonequinhos, legos e afins?

A Pilot mais a agência Grey Barcelona trouxeram uma proposta diferente para divulgar a nova caneta extra fina da marca.
A imagem revela o quão extra fina e perfeita a caneta pode ser.













Bacana demais!

Com o intuito de Divulgar um Power Shot D10 - uma câmera impermeável - a Agência Leo Burnett e ARC Worldwide , Bangkok bolou Uma ideia simples e super transparente , duplamente . Muito Tudo É claro que com demonstrativas Imagens:



sábado, 7 de agosto de 2010

Casos de Marketing 1: Starbucks x Juan Valdez Café

A Starbucks atualmente é a maior cadeia de cafeterias do mundo e começou a atuar quando ainda não havia consumidores e apreciadores de um bom café servido com um bom atendimento. Atuando desde 1971 possui 15 mil lojas, e em sua última ação - terminada em setembro de 2007 abriu uma média de 7 lojas/dia pelo mundo. O público alvo da Starbucks são os apaixonados ao café e aos chegados a um diferencial quando se trata de servir o café. Por oferecer bons acompanhantes, serviços completos e satisfatórios e ações de marketing marcantes dominou seu mercado.
Porém, o que ocorre com a marca?! Se nos últimos meses fechou mais de 900 lojas e demitiu cerca de 7mil funcionários. É simples: o seu exclusivo e dominado mercado está sendo roubado por uma concorrente - a Juan Valdez Café. A nova marca de café surgiu com o propósito de copiar melhor a Starbucks do que qualquer outra empresa; até perceber um nicho de mercado, nem tão pequeno, que poderia ser atendido com os serviços do café, porém de uma forma mais original.

Então a Juan Valdez Café focou no mercado latino - um mercado que já conhecia o café, os serviços prestados em volta dessa atividade e estava acomodado. Para isso a nova marca de cafés assumiu a responsabilidade de atender um público muito mais exigente e restritivo, já que todos conheciam os serviços da Starbucks, embora satisfatórios se fosse para serem servidos por um outro que fosse um melhor. E ainda, pela visão de consumidor, se é para me atender do jeito que sou, que me conheça muito bem.
A partir deste momento, a marca que a Starbucks tinha deixado nos consumidores latinos estava ultrapassada, agora os latinos possuiam uma marca direcionada a atender apenas as suas exigências, com um diferencial e um sabor muito mais original e regional.
Atualmente, a Juan Valdez Café é uma das multinacionais latinas com maior chance de crescimento daqui para a frente, segundo vários especialistas do setor. Para Andrew Hetzler, dono da Cafemakers, consultoria americana de mercado de café, "A grande ironia é que a Starbucks preparou o terreno para o crescimento da Juan Valdez".
Os processos para tornar o produto de qualidade fazem parte da extremidade inicial da cadeia de valor da Juan Valez Café - plantação praparada do café. A área está localizada estrategicamente com muitas vantagens naturais, dando um sabor superior à bebida.
A ideia de inaugurar uma empresa para vender café, imitando a Starbucks e após se tornando extremamente original, surgiu da soma da percepção de Gabriel Silva - ocupou 7 anos o cargo de presidente da Federação Nacional dos Cafeicultores Colombianos - com a necessidade de renda dos cafeicultores colombianos.
A loja vem se expandindo agressivamente, em 2006 haviam 5 lojas nos Estados Unidos e após abrir 12% do capital como investimento, a loja dobrou de tamanho no mercado americano, além de iniciar o desbravamento da Espanha. Também recebeu 12 milhões de dólares como investimento do Banco Mundial que fomenta companhias em países em desenvolvimento.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

O que vem por ai...

"Em vez de dar ouvidos apenas àquilo que as pessoas têm a dizer, podemos tentar entender o porquê de elas fazerem o que fazem - dessa maneira, abrimos novas portas para novas mentalidades culturais. Cada cultura tem um inconsciente ou uma senha que pode ser decodificada."

quinta-feira, 15 de julho de 2010

não é um diário, mas...

... fatos fazem parte da construção de uma ideia e de um conceito. Estou em construção. Como este blog também.

Portanto venho expressar meu alívio perante os seguintes 5 dias: férias. UFA!
teoricamente minhas férias vão até agosto. mas sim, eu terei muiiiiitas coisas pra fazer - ainda bem!

nesses 5 dias estarei no Paraná, espero que dê tudo certo. Que eu leia MUIIIITO e estude também ;)
e volte cheia de novidades pro blog, que não está esquecido, ok?

1bj

segunda-feira, 12 de julho de 2010

justi.ficativa:

é dificil quando tu deposita todas, todas as tuas energias em um foco só. em uma direção que tu acredita que seja a única saída para uma vida melhor. mas que ao seu redor apenas uma pessoa te apoia, e o apoio dessa pessoa mais a tua força de vontade não são o suficiente para aguentar todos os fatores externos a esse foco que remam contra. é família desestruturada que não conhece e muito menos reconhece algo, são pessoas do cotidiano que lhe perguntam o porquê de tudo só por elas estarem acomodadas e você querendo melhorar - se auto melhorar, não inferindo na vida de ningúem; só no teu próprio futuro. é justo as pessoas não te deixarem seguir em frente? é justo as pessoas ignorantes ganharem daquelas que sabem que não é no grito que se consegue algo? é justo quando você, só você, tem a resposta e a chance de agarrar uma oportunidade, e é reprimido? é justo quando os vilões perdem só por serem vilões e os bonzinhos ganham só por serem bonzinhos nas histórias, e na história da vida real o contrário? é justo a solidão para os que tentam ser fortes? é justo que quem merece reconhecimento não é reconhecido por não se exibir o bastante? é justo ficar calado quando tem um batalhão de gente precisando dessa vez escutar invés de gritar?
a justiça é algo que melhor convem de uma maneira ou outra para tal nação, família, grupo e arquétipos. mas também a justiça se encontra no interior de cada um. a justiça é formada pelos principios de cada um. e os principios da familia de cada um. o controle da razão também. portanto, controlem com razão os seus principios para alcançarmos a justiça de quem tenta.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Quando novohamburgo.org anunciou:

"O mix de operações disponível no complexo de alimentação também foi incrementado, passando a oferecer no total 14 novas opções de gastronomia, de diversos segmentos. Inauguram Bocattino (comida italiana), Fogão à Lenha (comida mineira), Frankfurt (lanches), Jeffe Grill (grelhados e baurus), Mule Bule (Bistrô Café) e Pica-Pau (lanches). Em dezembro, abrem Subway (sanduíches) e Piatto Pieno (trattoria), e para breve também estão previstas as inaugurações de Vivenda do Camarão, McDonald’s e Burger King."


Pronto, eu, meu ser marketeiro, meu estômago faminto, e meu instinto curioso ficamos a espera da tal inauguração ao ver Burger King entre as opções de gastronomia da nova praça de alimentação do Bourbon Shopping de Novo Hamburgo. A data de inauguração não era prevista por ninguém que eu conhecia. Logo apareceu, em uma das principais esquinas da praça de alimentação uma cobertura do espaço do novo restaurante.

E então, hoje, dia 29/06/2010, às 20horas, Burger King estará disponível oficialmente para todo meu eu lírico, satisfazendo todas as minhas facinações que tenho pelos lanches, por tooooodas as ações marketeiras, publicitárias, e o tendel.

Segue uma campanha viral da Subservient Chicken (Galinha Servil), do Burger King que ainda não divulguei aqui:


"O site Web www.subservientchicken.com apresenta uma sala de estar, na qual a galinha servil - uma pessoa usando uma fantasia de galinha e uma cinta-liga - fica em frente a uma WebCam e aguarda ordens. Digite os comandos, e a galinha faz exatamente o que você pedir. Ela baterá as asas, rolará no chão ou ficará pulando. Ela tambpem fará gracinhas, dançará como um robô ou morrerá. (Sugestões de atos obscenos recebem um aceno de asa, como que dizendo: "Nada disso".) Em outras palavras, você pode fazer a galinha agir como quiser. Entendeu? A gente faz do seu jeito! O site promove o sanduíche de frango TenderCrisp do Burger King e o relaciona com a famosa campanha de marketing "A gente faz do seu jeito", do Burger King.
"No que se refere ao marketing viral, o subservientichicken.com é um sucesso colossal", diz um especialista em propaganda. "Há uma grande sobreposição entre os internautas regulares e o público central do Burger King." O site faz os consumidores interagirem com a marca. E os faz criar um buzz sobre o novo e inovador posicionamento do Burger King. A empresa nunca chegou a enunciar o site. Quando ele foi criado, o desenvolverdor da Crispin Porter + Bogusky (CP + B), a agência de publicidade que criou o site, enviou o link por e-mail a várias outras pessoas da agência pedindo que elas encaminhassem o link aos amigos para um teste. A partir daquele único e-mail, sem uma única gota de promoção, o site da Galinha Servil terminou o dia com um milhão de visitas. Ele recebeu 46milhões de visitas só na primeira semana após o lançamento e 385 milhões nos primeiros nove meses. De acordo com um diretor de propaganda do Burger King, além de ganhar prêmios, o site ajudou a "vender muitos, muitos, muitos sanduíches de frango".

Burger King no Brasil

O Burger King é a segunda maior cadeia de fast food de hambúrgueres do mundo e está presente em 69 países. No Brasil, a marca opera em São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, Bahia, Alagoas, Sergipe, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba, Ceará e Paraná.

O Brasil foi o primeiro país no mundo a ter quiosques com as sobremesas Burger King. O projeto foi totalmente desenvolvido pela equipe brasileira e a primeira unidade foi inaugurada em maio de 2006, no Shopping Interlagos, SP.

Com informações de Jornal do Comércio
Quando novohamburgo.org anunciou:
"O mix de operações disponível no complexo de alimentação também foi incrementado, passando a oferecer no total 14 novas opções de gastronomia, de diversos segmentos. Inauguram Bocattino (comida italiana), Fogão à Lenha (comida mineira), Frankfurt (lanches), Jeffe Grill (grelhados e baurus), Mule Bule (Bistrô Café) e Pica-Pau (lanches). Em dezembro, abrem Subway (sanduíches) e Piatto Pieno (trattoria), e para breve também estão previstas as inaugurações de Vivenda do Camarão, McDonald’s e Burger King."

Pronto, eu, meu ser marketeiro, meu estômago faminto, e meu instinto curioso ficamos a espera da tal inauguração ao ver Burger King entre as opções de gastronomia da nova praça de alimentação do Bourbon Shopping de Novo Hamburgo. A data de inauguração não era prevista por ninguém que eu conhecia. Logo apareceu, em uma das principais esquinas da praça de alimentação uma cobertura do espaço do novo restaurante.

E então, hoje, dia 29/06/2010 Burger King estará disponível oficialmente para todo meu eu lírico, satisfazendo todas as minhas facinações que tenho pelos lanches, por tooooodas as ações marketeiras, publicitárias, e o tendel.

Segue uma campanha viral da Subservient Chicken (Galinha Servil), do Burger King que ainda não divulguei aqui:
"O site Web www.subservientchicken.com apresenta uma sala de estar, na qual a galinha servil - uma pessoa usando uma fantasia de galinha e uma cinta-liga - fica em frente a uma WebCam e aguarda ordens. Digite os comandos, e a galinha faz exatamente o que você pedir. Ela baterá as asas, rolará no chão ou ficará pulando. Ela tambpem fará gracinhas, dançará como um robô ou morrerá. (Sugestões de atos obscenos recebem um aceno de asa, como que dizendo: "Nada disso".) Em outras palavras, você pode fazer a galinha agir como quiser. Entendeu? A gente faz do seu jeito! O site promove o sanduíche de frango TenderCrisp do Burger King e o relaciona com a famosa campanha de marketing "A gente faz do seu jeito", do Burger King.
"No que se refere ao marketing viral, o subservientichicken.com é um sucesso colossal", diz um especialista em propaganda. "Há uma grande sobreposição entre os internautas regulares e o público central do Burger King." O site faz os consumidores interagirem com a marca. E os faz criar um buzz sobre o novo e inovador posicionamento do Burger King. A empresa nunca chegou a enunciar o site. Quando ele foi criado, o desenvolverdor da Crispin Porter + Bogusky (CP + B), a agência de publicidade que criou o site, enviou o link por e-mail a várias outras pessoas da agência pedindo que elas encaminhassem o link aos amigos para um teste. A partir daquele único e-mail, sem uma única gota de promoção, o site da Galinha Servil terminou o dia com um milhão de visitas. Ele recebeu 46milhões de visitas só na primeira semana após o lançamento e 385 milhões nos primeiros nove meses. De acordo com um diretor de propaganda do Burger King, além de ganhar prêmios, o site ajudou a "vender muitos, muitos, muitos sanduíches de frango".

domingo, 20 de junho de 2010

"Procura-se o autor do Marketing"

Publicação: Jornal NH - RS
DOMINGO - 13/06/2010.

(sim. 7 dias e ainda não esqueci da publicação, e só hoje vou poder postar.)

Mistérios em torno da identidade são truques manjados na história do rock. E quase sempre dão certo. Agora mesmo, projetam nacionalmente a banda gaúcha Procura-se Quem Fez Isso, que vem recebendo matérias e elogios em grandes jornais (O Estado de S.Paulo, por exemplo) e sendo convidada para abri shows como o dos Mutantes, em Porto Alegre, e festivais como o Bananada, de Goiânia. Os quatro integrantes se apresentam com o rosto coberto por uma meia feminina preta e usam cartolas com lanternas de minerados. Não dão entrevistas ao vivo e o contato com eles é feito por um Porta-voz, também anônimo. Muito bem feita, a homepage disponibiliza cinco músicas para download. Pelo som e as influências que dizem ter (Schoenberg, Francisco Alves, Frank Zappa, Beatles, Mister M), sabe-se que não é uma banda de garotos. E que vai aproveitar a brincadeira para ganhar uns trocos até o "segredo" da jogada de marketing ser relevado. Pelo menos um deles deve ser publicitário.

Para apresentar melhor a banda gaúcha que vem ganhando o país, o site: http://www.procurasequemfezisso.com/site/index.html

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Comércio Eletrônico e as Relações de Consumo

Na década de 90 surgiram no Brasil os chamados WEBSites de comércio eletrônico, que primeiramente eram utilizados como ferramentas para realizar propaganda, seguido disso ocorreu a inicialização da comercialização de produtos e serviços via internet. Mais complexo que isso a informática em geral está revolucionando tanto a vida pessoal quanto a vida profissional das pessoas. As empresas que se adaptaram ao novo mundo informatizado encontraram mais comodidade, praticidade, agilidade e benefícios financeiros nas suas formas de organização, comunicação, na exploração de informações dos clientes, no relacionamento e nas soluções de necessidades e estratégias. Consequentemente essa transformação que atinge o modo que as empresas se relacionam atinge também a forma de relacionamento com seus clientes.

Os serviços prestados por empresas virtualmente dão aos consumidores benefícios semelhantes com os das empresas situadas nas redes eletrônicas e virtuais. Os hábitos de comprar e contatar criados nos consumidores, em algumas situações, gera desconfiança perante suas ações e os serviços em questão. Portanto a parte jurídica é essencial para harmonizar e controlar a complexidade do comércio eletrônico. Atualmente não existe uma legislação específica no Brasil para realizar isso; as legislações já existentes, porém, estão se adaptando a esses novos hábitos de comprar e vender virtualmente.

As empresas para tranqüilizar e assegurar os consumidores no e-commerce, comércio eletrônico, disparam informações quanto aos cuidados que se devem ter ao utilizar essa forma de negociação, em suas publicidades. As recomendações citadas se encontram, normalmente, na Lei 8.078/90 (Código do Consumidor) e podem ser lidas e estudadas por qualquer pessoa.

O Código do Consumidor entrou em vigor dia 11 de setembro de 1990, e foi renomeado como uma das leis mais avançadas no requisito de defender os direitos do consumidor. Embora tão avançada não traga regulamentações específicas perante a comercialização de forma eletrônica. Os consumidores que fizeram uma compra com uma empresa estrangeira estarão sujeitos às regulamentações do Código nacional deste país. Contudo as empresas que estiverem presentes no Brasil, como o HOTMAIL, devem cumprir com os deveres regulamentados no CDC do país. No Brasil o CDC rege os conflitos gerados na comercialização eletrônica por meio da regulamentação já existente que genericamente pode legalizar esses problemas.

Os WEBSites atuantes no Brasil devem apresentar e ofertar seus produtos e serviços de forma clara, correta, precisa, em língua portuguesa, com dados referentes ao bem ofertado, cuidados que o consumidor deve ter consigo e o seu produto, com publicidade de fácil identificação como tal e não sendo enganosa ou abusiva. Esses deveres devem ser seguidos conforme o que o CDC apresenta para o tema. Caso o consumidor não seja beneficiado por algum erro cometido por parte de quem o vende algo virtualmente, a parte vendedora deve fornecer outro produto, restituir imediatamente a quantia paga, trocas ou acordos. Como também o vendedor deve devolver o pagamento feito à ele quando o cliente desistir, no prazo de sete dias – contando de sua assinatura ou do ato de recebimento do produto ou serviço – isto quando ocorrer a venda fora do estabelecimento comercial.

Sendo assim os consumidores podem se assegurarem quando conhecerem seus direitos e os deveres que devem ser cumpridos de cada empresa no ambiente em que atua. Observa-se que o e-commerce e demais mídias estão rapidamente se atualizando e que o CDC mesmo sem regulamentações específicas defende o consumidor em todas as suas formas. Portanto não importa se a atividade é civil, mercantil ou de consumo na maior parte das vezes os consumidores estão protegidos legislativamente, mas não conhecem seus deveres e direitos na prática da contratação.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Muita graça,

ou não!
Tanta coisa legal, e bacana, e supimpa está rolando no mundo da publicidade, propaganda, marketing, Copa do Mundo, grandes agências, jornais, e o universo. Mas eu me encontro voltada apenas para alguns únicos objetivos. Muitos problemas. Muitas tarefas. Muita responsabilidade. Muito de excessos, adoro! Mas e a graça?
Estou precisando de acertos e finalizações, amanhã será um desses dias em que tudo deve dar certo e o preparo deve ser extremo em todos os detalhes. Porém veio construindo um trabalho desde o ano passado, a sua atualização vem sendo feita desde março, e amanhã a sua apresentação e entrega final.
Também, estou quase responsável por uma pesquisa quanto a qualidade da cantina da instituição onde faço meu técnico. Isso sim me interessa. Mas realizar grandes ideias que envolvem muitas pessoas tem como expectativa um grande resultado, mas só quando essas pessoas serem responsável o bastante para tal projeto.

Logo férias, leituras completas de livros interessantes, decisões quanto faculdade e TCC. Esses objetivos também envolvem muitas responsabilidades, mas me dão muita graça. E eu adoro graça. Adoro tanto que farei minha namorada inserir um segundo segundo nome: Débora Graça Mees Schacht. E ai passarei a adorar mais ainda a graça das coisas, porque ela eu já amo demais e sempre será meu cais. [declaração sem intenção]

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Não aos conceitos e sim a construção

Não me lembro a forma que cheguei nesse conceito: de que invés de conhecermos os conceitos dos seres precisamos conhecer a forma de que foram concluídos. A forma mais clara de esclarecer isso é refletir sobre a forma de que alguém responde a um questionário: a pessoa pensa antes de responder, durante seu processo até a conclusão (a resposta) é o que importa, pois são esses momentos que se encontra a estratégia, os valores, os princípios, sua segurança perante o mundo (baixa segurança = grande influência do pensamento do outro; alta segurança = esse sou eu).

Seguindo a lógica do blog, voltar assuntos cotidianos ao setor de marketing da vida, concluo o post - seguido da construção com os meus princípios, meus pensamentos e a minha estratégia - que as ações de marketing desenvolvidas por agências e empresas precisam ser capazes de conhecer profundamente a cultura, o arquétipo de tal grupo que está incluso o público alvo, o comportamento pessoal perante situações específicas para construir uma ação, conclui-la com a reação dos consumidores e, por fim, entender os resultados voltados a marca/empresa/produto/...

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Quem é o alvo, pensa o que?

"E o grande segredo tão óbvio é esse: o teu próprio alvo é uma pessoa; e ela tem a resposta que você publicitário, marketeiro, comerciante, vendedor, empresário deseja!"



trecho do artigo que escrevi e parou no Top Talent ;)

Link para o post!

sábado, 29 de maio de 2010

Pepsi e a nova embalagem de Toddynho /A resposta

Postei aqui no dia 12 de abril uma reportagem retirada da Exame contestando a nova embalagem do Toddynho que trazia um erro de português imperdoável e uma ideia expressa de forma 'bagunçada'.

Post da reportagem

Mas foi então que muito burburinho se criou no Portal Exame e nada da Pepscico se manisfestar, até o dia 25 de maio, dia em que a diretora de comunicação da empresa - Ediana Balleroni - enviou uma carta ao Portal e por meio dela informou que o erro foi corrigido e que os desenhos e mensagens estão sendo reformulados e que a partir da primeira quinzena de junho eles não suscitarão mais dúvidas nos consumidores. "Mais tarde do que nunca!"


Carta da PepsiCo. Fonte: Portal Exame

uma porção de: Your Heineken


Embalagens customizadas pelo próprio consumidor já não é novidade a muito tempo, muitas e muitas marcas já permitem que esse contato seja feito por ferramentas online tornando o custo do produto um pouco superior, e em alguns dias a entrega é feita em casa.

No Reino Unido, a Heineken também adaptou seu produto a essa ferramenta permitindo que você escolha entre 42 designs ou faça upload da sua própria imagem. Depois disso, em até 15 dias entregam um six-pack no seu endereço por 29,90 euros.

A criação não vale no Brasil e foi feita pela AKQA.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Uma paradinha para: comer batata frita de microondas

A marca australiana Kelly's, para dilvugar uma nova linha de batata frita de microondas, criou uma campanha diferenciada - mas só aqui pro Brasil mesmo, já que não seria possível fazer; porque nos países desenvolvidos isso já está virando clichê - essas campanhas servem para distribuir o produto ou o serviço em questão e 'de grátis'.

E é isso que a marca fez: em determinadas paradas de ônibus foram postos microondas e dois promotors que faziam a amostra do produto.
















Alguém: Ah, é pra matar as pessoas mais cedo.
mrkt: não.
Alguém: pra que então?WOW enxer a barriga do povão?
mrkt: nãonão. apenas agregar valor ao produto de rápido preparo, grande qualidade e sabor incomparável.

Oks, mas sem mais ironias. Segue o vídeo da ação:
Vídeo da ação!

Pac-Man

Aniversário de 30 anos do jogo Pac-Man!!
E quem robou a cena?
http://www.google.com.br/

A home interativa super bacana e viciante. demais!

terça-feira, 18 de maio de 2010

"a Copa do Mundo é nossa, com Mc..."

Antes de todos os posts relacionado a esse grande evento esportivo - o marketing esportivo cresce a cada momento:

Você, caro mero e apaixonado torcedor da Eslováquia, saiba a frase que a FIFA divulgou para estar presente no onibus dessa seleção:

Façam tremer o gramado verde! Vamos Eslováquia!

Mas se você é nem mero, nem apaixonado, e muito menos torcedor da Eslováquia: saiba também as frases que a FIFA divulgou para as demais seleções presentes na Copa do Mundo é só seguir lendo:
África do Sul: Uma nação, orgulhosamente unida sob um arco-íris
Alemanha: Na estrada para ganhar a Copa!
Argélia: Estrela e a lua crescente com um objetivo: Vitória!
Argentina: Última parada: a glória
Austrália: Ouse Sonhar, Avance Austrália
Brasil: Lotado! O Brasil inteiro está aqui dentro!
Camarões: Os Leões Indomáveis estão de volta
Chile: Vermelho é o sangue do meu coração, Chile campeão
Coreia do Norte: 1966 de novo! Vitória para a Coreia do Norte!
Coreia do Sul: Os Gritos dos Vermelhos, República da Coreia Unida
Costa do Marfim: Elefantes, vamos lutar pela vitória!
Dinamarca: Tudo o que você precisa é uma seleção dinamarquesa e um sonho
Eslováquia: Façam tremer o gramado verde! Vamos Eslováquia!
Eslovênia: Com 11 corações valentes até o fim
Espanha: Esperança é meu caminho, vitória é meu destino
Estados Unidos: Vida, Liberdade e a busca pela Vitória!
França: Todos juntos por um novo sonho em azul
Gana: A esperança da África
Grécia: A Grécia está em todos os lugares!
Holanda: Não tema os cinco grandes, tema os 11 laranjas
Honduras: Um país, uma paixão, 5 estrelas no coração!
Inglaterra: Jogando com orgulho e glória
Itália: O nosso azul no céu africano!
Japão: O espírito Samurai nunca morre! Vitória para o Japão!
México: É hora de um novo campeão!
Nigéria: Super Águias e supertorcedores, estamos unidos
Nova Zelândia: Chutando ao estilo Kiwi
Paraguai: O leão Guarani ruge na África do Sul
Portugal: Um sonho, uma ambição… Portugal campeão!
Sérvia: Joguem com o coração, liderem com um sorriso!
Suíça: Vamos, Suíça!
Uruguai: O sol brilha sobre nós! Vamos, Uruguai!



E quanto ao desaparecimento da pessoa que posta neste blog há uma explicação:
os blogs são os meios eletrônicos que mais possuem vida, e sim, pois é cada pessoa com sua personalidade que molda o que deseja expor, cria a sua própria máscara.

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Funções do Merchandising

O merchandising pode acontece, segundo Walter Longo (apud Ribeiro 1985, p. 352), da seguinte forma: Identificando e expondo espontaneamente ou comercializadamente a marca e/ou produto em espaços editoriais dos veículos de comunicação através de:

a) eventos e programas produzidos, editados e transmitidos pelas emissoras;

b) cobertura jornalística dos eventos;

c) transmissão de eventos; produzidos por terceiros;

d) matérias editadas pelos órgãos de imprensa.

~> criação e produção de material promocional e peças para exibição e exposição nos PDV, geralmente em complementação às campanhas publicitárias.

Funções do merchandising

1) A função do merchandising no negócio:
Interpreta as preferências do consumidor para a empresa, dirigindo e supervisionando o desenvolvimento das linhas de produto do princípio ao fim.

2) A função do merchandising junto ao marketing:
Definição mais ampla do mercado da empresa, tendo como tarefas a formação e o fortalecimento da imagem da companhia e dos seus produtos por meio da promoção, a otimização das oportunidades de venda e o desenvolvimento de estratégia alternativas para o crescimento corporativo. A eficácia dos esforços de marketing será determinada pela mensuração da participação no mercado e pelo volume de vendas dos produtos ou serviços.

3) A função de ajuste do produto ao mercado
a) no produto: se a apresentação agrada ao consumidor, formato é prático e compatível, se a marca é de fácil memorização;

b) no local da demanda: características de cada região, tradições, processos de aculturação e os seus estratos sociais;

c) no momento do consumo: exigências da moda ou de necessidades momentâneas. ex: explorar o impulso: depois de um grande assalto, que mobilizou a sociedade, vender um sistema de segurança.

d) no preço: compatível com a disponibilidade de venda do mercado, com o seu efeito na reação do consumidor, e com as políticas de preço e de financiamento estabelecidas pela concorrência;

e) no PDV: valoriza a presença do produto, explora a compra por impulso, principalmente nos produtos de consumo de massa e de compra por conveniência. Necessidade de interatividade, "tempero às vendas", fortalecer as marcas e lançar/acompanhar tendências, como nichos.


Merchandising na televisão
Neste tipo de meio a ferramenta de comunicação aparece de forma casual.
Desta forma define-se o uso do produto, fortalece a imagem e a lembrança da marca, explora o testemunhal, benefica-se da associação do ator e apresentador com o produto ou serviço, portanto é importante que essa associação tenha algo em comum entre o produto ofertado com o consumidor; introduz o uso do produto no cotidiano, amplia o número de impacto no público...
As emissoras, pela regularmentação utilizam 15min/hora para o merchandising, e obteem um lucro marginal das marcas.
Um exemplo, é a Rede Globo que utiliza muito em novelas e assumiu a liderença no setor. Mas o exagero causa irritação. Portanto, ser discreto e fazer parte da cena naturais nas novelas, comerciais e programas de auditório é essencial.

Mais de Merchandising

Fonte dos conceitos: Comunicação em Marketing - J.B.Pinho

uma porção: de merchandising


"Ferramenta de comunicação que solucina estratégicamente inúmeros problemas surgidos no mix de marketing, garantindo uma maior proximidade com o público e por sua capacidade própria de interagir mais diretamente com o consumidor."


O merchandising é uma arma eficaz para a valorização do produto no PDV, local onde as ações de merchandising estimulam fortemente os impulsos de compra e influenciam decisivamente a escola final do consumidor.



"Merchandising é a análise e a resposta para as mudanças (transformações) e processos (avanços) que ocorrem no planejamento, negociação, aquisição e venda de produtos ou serviços, desde a sua concepção até o recebimento e uso pelo comprador." Kean (apud Kunz 1998, p.6)



"É a operação de planejamento necessária para se introduzir no mercado o produto certo, no lugar certo, no tempo certo, em quantidades certas e a preço certo". American Marketing Association (AMA)



De uma forma mais genérica essa ferramente de comunicação ajusta o produto conforme o mercado de atuação, implica decisões sobre tamanho, aparência, formato, embalagem, quantidades, políticas de serviços e garantias do produto. A promoção de vendas pode ser vista como uma das técnicas utilizadas pelo merchandising.

Mais de Merchandising


Fonte dos conceitos: Comunicação em Marketing - J.B.Pinho

segunda-feira, 10 de maio de 2010

uma porção de: Publicidade e Propaganda

Propaganda é o ato de divulgar idéias, conceitos e valores sem fins lucrativos.

Publicidade é fazer isso com objetivo de lucro por parte do anunciante.


Exemplo: a campanha de combate à dengue. Quando o Governo Federal veicula peças mostrando as formas de prevenção ao mosquito, isso é propaganda. Se a Raid faz o mesmo, é publicidade.


Se "uma força superior" estivesse dizendo que macacos beberem líquido é saudavel, seria apenas uma propaganda de tal idéia. Mas como é a marca Coca-Cola que divulga, ou a montagem em si, que macacos sentem prazer em beber líquido é uma publicidade. Pois insere o seu produto ao fator saudavel do anúncio.

quarta-feira, 5 de maio de 2010

RPM - Relações Públicas de Marketing

Relações Públicas no seu significado mais simples expressa a função de administrar e gerenciar os setores dentro de uma empresa. E o marketing se interliga a essa função expondo a organização da empresa para o público, e traz informações precisas para dentro do ambiente.

A harmonia dessa relação utiliza os meios de comunicação, promoção de eventos e atividades de comunicação como técnicas para serem executadas. Como a propaganda que é um conjuento de técnicas de informação e de persuasão pagas destinas a influencias, em um determinado sentido, opiniões, sentimentos e as atitudes dos públicos, se fazendo ouvir.

No ambiente externo visa alcançar a meta de mercado, assegurando a criação e a projeção de uma imagem institucional por meios de comunicação e opinião pública.

Relações Públicas cumprem uma direção de gerenciamento:
1. assessoramento: se refere à todos os setores da empresa, às políticas, à missão, à visão, ao apoio ao marketing, propõem atitudes para o tratamento entre o público e a empresa.
2. pesquisa: gera o conhecimento de problemas externos e internos perante o posicionamento à opinião pública. Nessa conclusão podemos observar claramente as principais funções do mrkt e da relação pública. Mrkt: posicionamento; RP: conhecimento dos problemas.
3. planejamento: estebelece prioridades como qualquer planejamento perante campanhas de propaganda e programas gerais, orçamentos e custos aos programas.
4. Execução: organiza o material informativo e todas as ações a serem desenvolvidas nos setores de divulgação, informação e contatos.
5. comunicação e avaliação: utiliza técnicas de pesquisas.

Relações Públicas e Marketing são capazes de construir marca, reforçar o relacionamento, realçar os ativos e agregar valor à marca.

sábado, 1 de maio de 2010

Burger King: Castelo de areia

Facinada e anciosa pela inauguração do primeiro restaurante Burguer King na minha cidade, encontro mais uma novidade da rede...

A rede de fast-food Burger King do Reino Unido, inaugurou o primeiro restaurante do mundo feito de areia. O escultor Mark Anderson responsável pela construção levou 3 dias e usou 10 toneladas de areia para concluir sua obra.

Esse espaço conta com duas mesas com capacidade para quatro pessoas, e dentro dele, quatro funcionários cuidam da loja conceito.


O objetivo é promover a sua nova linha de sorvetes BK Fusions que está fazendo o maior sucesso nas praias europeias.

P.S: só podiam divulgar as fotos em um dia de tempo bom e praia menos vazia haha

A maior entrevista coletiva do mundo

É isso que a Fiat afirma: A MAIOR ENTREVISTA COLETIVA DO MUNDO!

A ação acontece em prol do Novo UNO. O evento acontece no dia 4 de maio, data anunciada como: Dia UNO, será realizado na Praia do Forte durante a convenção de lançamento do carro para 2.000 convidados. Uma ideia bem ousada.

A ideia parte da agência Espalhe em parceria com o Formspring, uma ação online onde qualquer pessoa pode fazer sua pergunta sobre o carro. Um dos objetivos é criar o perfil com o maior número de perguntas respondidas da rede social em apenas um dia.



E para responder tantas perguntas, foi selecionada uma equipe de 15 pessoas dividida em três grupos de especialistas: o grupo de Engenharia - que tratará das perguntas técnicas; o grupo de Marketing - que responderá às perguntas comerciais e de produto; e finalmente o grupo Happy Hour com “especialistas em generalidades” - que contará com estrelas da web brazuca como o Chico Barney, Fabiano Rampazo e Danilo Miranda. A ideia é não deixar pergunta sem resposta.



Para acompanhar e/ou participar da ação acesse: http://formspring.me/fiatbr

Alvoroço, comemorações, valor e conquista.

Quanta gentileza com uma mera técnica de comunicação de Marketing que gera muito túmulto e lucros.
Saiba o porquê e de que forma:

Ofertas, descontos e reduções de preços: uma tática que desperta desejo de levar vantagem dos consumidores. Porém não deve ser usada com exagero para não dar ao produto ou marca uma imagem de "fraca", já que o consumidor se sente valorizado e com auto-estima elevada.
* o quê? vende e agrega valor;
* quando: Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia das Crianças, Carnaval, Natal, Páscoa, troca de estações...
* como: "leve 3, pague 2", "dúzia de 15", queima de estoques (um produto agregado a uma embalagem - gift-pack -; ou dentro de uma embalagem - in-pack - ou um cinto para prender o brinde - shrink pack).

Premiações: acontece em torno dos benefícios percebidos da marca. Quanto mais forte a ligação entre a motivação associada com o produto/serviço e a promoção, mais fácil será reforçar no consumidor uma atitude de marca positiva (Percy 1997, p.107)
* o quê? prêmios em concursos e sorteios = conhecimento do produto = reforço da marca.
- concursos: exige uma habilidade, qualificação ou predicado dos participantes/consumidores.
Forma de participação: resposta a uma pergunta, sugestão de um nome, jingle, slogan, foto, redação.
Deve possuir regras claras quanto aos prêmios, duração, prazos, condições de participação, recebimento...
- sorteios: fator forte: sorte.

Demonstrações, degustações e amostras:
Gera mais conhecimento, portanto mais aceitação. Forma utilizada para lançar novos produtos, integrando valor e confiança.

Eventos promocionais:
Utilizados para divulgar produtos/serviços/marcas.
São criados pela empresa (liquidações, shows, desfiles) ou para comemorar Natal, Ano Novo, Páscoa.
O evento pode ser produzido ou apenas estar sendo divulgado. Como as marcas divulgadas nas camisas de futebol dos jogadores nos 'eventos futibolísticos'.

Tipos de eventos:
Classes                                         Eventos

















De Simoni (1997, p.10) explica o efeito de um evento promocional:
"No instante de sua relização, o homem pede um pouco de sua individualidade e passa a agir coletivamente. Todos que participam do evento passam a ter dentro de si um ponto comum que é o próprio evento ou acontecimento. Deixamos de lado um pouco da nossa individualidade e agimos como homem massa, como multidão, participando da catarse que conduz a um consciente coletivo em que todos se identificam como massa consumidor. (...) Os eventos e acontecimentos impõem-nos um comportamento e uma conduta que nos colocam em um estado particular de receptividade a facilitar a penetração da mensagem promocional."

Em um evento, após os objetivos estarem claros, a próxima etapa é calcular e conhecer os riscos - a adequação, a relação custo/benefício, repetição e continuidade, a comunicação, e o local de realização do evento. (Costa e Talarico 1996. pp 162 - 164)

O evento agrega características do produto/serviço/marca ao público alvo. É visto como uma estratégia para análise de mercado, produto, concorrência e demais elementos do mix de marketing. Em um evento é importante ter uma divulgação do próprio evento e dos resultados, ter uma continuidade no ambiente social. E o último fator a ser considerado é o local da realizalçao, que deve harmonizar o local de interesse com os objetivos visados.


Últimos cuidados com as promoções de vendas:
Não ser excessiva para que não tenha declínio de fidelidade do consumidor às marcas (uma alternativa quando os produtos forem praticamente idênticos dos concorrentes, nem mesmo os valores reais e subjetivos. Como os detergentes em pó no Brasil - fazendo ofertas especiais, desconto no preço, brinde curioso, oferta condicionada) e a perda do conceito de valor real da mercadoria (dar evidência ao produto, em momentos especiais, cuidar para não se tornar rotina).

Fonte: conteúdo extraído do capítulo 4, do livro de J.B.Pinho: Comunicação em Marketing

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Publicidade e Promoção de Vendas

Comparação das diferenças entre Publicidade e Promoção de Vendas


                                                        (clique para ampliar)
                  Tabela: "Comunicação em Marketing - J.B. Pinho" (p.50-51)


Promoção de Vendas é uma solução estratégica para atingir objetivos de curto a médio prazos em um planejamento de comunicação de Marketing integrado.
Brindes, descontos, reduções de preços são táticas usadas neste tipo de ferramente do MRKT.

Enquanto a publicidade é uma ferramente de comunicação percebida como um investimento, já que as vendas acontecem em algum ponto indeterminado no futuro, a promoção de vendas usualmente funciona durante um período finito de tempo, mas frequentemente mostra resultadosem dias ou mesmo horas.


Mais de promoção de vendas!

terça-feira, 27 de abril de 2010

Comportamento das pessoas no supermercado

matéria, que achei muito curiosa,
retirada do site: Mundo do Marketing

Comportamento do Consumidor é assim: se você percebe atitudes semelhantes repetidamente, pode haver uma tendência de comportamento. Sempre que vou ao supermercado vejo alguns tipos e situações interessantes que as marcas e o varejo poderiam trabalhar mais para tornar a experiência de consumo melhor e, claro, ativar as vendas. Os perfis apresentados são percepções que não estão baseadas em pesquisas, mas podem servir como um começo para identificação de uma amostra e de ações de Marketing.




1) Família
famílias inteiras que tiram uma manhã ou uma tarde de um fim de semana para fazer as compras do mês. Enchem dois ou até três carrinhos com tudo que tem direito. A mãe divide a atenção de escolha dos produtos com as crianças, que não param de correr entre as gôndolas e por vezes escolhem o que querem levar para a casa. Em alguns casos, o casal divide as compras. O pai procura uma determinada cesta de produtos, como queijos e snacks, e a mãe outra, o arroz com o feijão mesmo. Às vezes, até a avó ou a sogra entra neste programa de família e serve como aval para a experimentação de novos produtos que serão aproveitados em novas receitas.



2) Casais que brigam
Ir ao supermercado para este perfil não é um prazer porque inevitavelmente sairão de lá brigados. Eles não conseguem chegar à conclusão sobre os produtos que levarão. Se dividem a tarefa de comprar, um erro é motivo de discussão. Se o homem ou a mulher coloca tudo o que vê pela frente no carrinho, o cônjuge pode não gostar porque a conta será alta ou por não estar contribuindo para comprar o que realmente é necessário. Geralmente são casais com orçamentos mais apertados e/ou que tem apenas um deles como principal provedor do orçamento doméstico.



3) Pais com crianças
Esse é um dos perfis mais debatidos. Não há percepção que indique uma diminuição ou aumento das crianças comprando com os pais. Por vezes, a criança é uma companheira do pai ou da mãe, que leva o filho para escolher o que deseja e até ajudar. Também faz parte das compensações pela ausência no dia a dia da criança. Alguns pais as deixam livres para escolherem, outros controlam e até mesmo substituem alguns produtos por marcas com preços mais baratos. Em alguns casos, os filhos ficam livres para comprar, mas estes já são mais crescidinhos. Alguns vão até comendo o produtos que ainda nem pagaram.



4) Pais ou “mães” de família com lista
Esse perfil é dos mais controlados e racionais. Antes de sair de casa, a mulher e/ou a empregada viram o que era preciso comprar, o que estava faltando na dispensa, fizeram a lista e o comprador vai, religiosamente, passando em todos os corredores e colocando os produtos indicados no carrinho. Ele não vê muitos os outros produtos, pois procura o que está determinado. A compra por impulso aqui só se dá depois de fazer a sua lista completa ou já no caixa, mas são compradores frequentes.



5) Grupo de jovens
Jovens adolescentes e jovens adultos muitas vezes andam em bando, tem aquela turma de sempre, e a ida ao supermercado não é diferente. Eles vão comprar os produtos para o churrasco do fim de semana ou para a festa juntos. Há ainda os que estudam perto de um ponto-de-venda e vão comprar guloseimas. Para este perfil, o supermercado é um ambiente de passagem que chega até a ser divertido. São as pessoas mais felizes do varejo. Às vezes estão com pressa, mas não deixam de comprar tudo que necessitam e desejam.



6) Idosos
Geralmente fazem compra sozinhos e vão ao supermercado com frequência. Compram em pouca quantidade, ou pelo fato de serem sozinhos, ou para não carregar muito peso. Alguns caixas os reconhecem. Por terem mais tempo livre, passam mais tempo diante das gôndolas. Para uma parcela deles, o supermercado serve como ponto de encontro ou um ambiente de convívio social.



7) Solteiros
Nos supermercados 24h horas, eles são a maioria depois das dez, onze e meia noite. O mercado single compra em pouca quantidade e por vezes faz visitas semanais ao ponto-de-venda, mas a média é quinzenal e mensal. Algumas mulheres procuram novidades e passeiam pelos corredores como se estivessem em um shopping depois de comprar o que a fez entrar na loja. O grande destaque aqui são os homens. Há os marinheiros de primeira viagem que precisam de ajuda porque não sabem qual produto é o melhor e muitas vezes acabam recorrendo à mulher ao lado, também solteira, para tirar a dúvida. Alguns até usam o desconhecimento como forma de se aproximar de uma pretendente. Sim, o supermercado, para os solteiros, também serve como ponto de paquera.